O Tempo, por Marcela Bonfim

O tempo que mata 
É o tempo que morre
A dor que não passa …
Vira lixo
Vira lata
Depois morre! 
Passa Amor…
Passa a Dor …
Passa tempo…
Vai passar ! 
E nele a gente; 
A gente nele; 
E nele a gente …
Contando as horas passar …
O tempo passa no infinito 
Num instante !
Um pedaço de tempo 
Que eu possa degustar …
Sem medo 
Porque o medo 
Antes do Tempo 
Era estrada 
Era esteio 
De quem morre
Morre-vive
Vive-morre
Contando as horas passar …
Não há medo 
Que não passe 
Com o tempo…
Também é o caso 
Do desejo 
Enfim, dei por mim…
Vai passar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s