Olhares sobre a Covid-19, Marco Zero: Pequim, por Zeng Jia

Conteúdo apoiado pelo Itaú Cultural

Os primeiros dias de abril são reservados, na China, para o Qingming, data que corresponde, no Brasil, ao feriado de Finados.

“No dia 4 de abril, às 10h, a China parou para lamentar seus compatriotas mortos”, conta Zeng Jia (https://www.instagram.com/zengaphoto/), que fotografou a cerimônia da praça Tiananmen [a Praça da Paz Celestial, a mesma onde ocorreram os protestos, em 1989,].

A data, neste ano, aconteceu dois meses após o início das restrições e medidas para conter a covid-19. Na China, desde o surgimento da doença, foram quase 4 mil vítimas.

Zeng tem 26 anos, mora em Pequim, começou a fotografar há três anos. Pergunto o que ele lembra do estágio inicial da covid-19, quando foi anunciado o paciente zero, em dezembro do ano passado.

“Na época, nem especialistas nem a mídia não perceberam a seriedade do problema. Então tivemos o bloqueio de Wuhan e acho que desde então o governo fez o seu melhor”, lembra.

WechatIMG84410.April 4th11.April 4th2.Jan 29thProcessed with VSCO with q1 preset8.April 1st

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s