A América, por Walker Evans

Em primeiro lugar, Fotografias americanas (1938) e Let us now praise famous men (1940), de Walker Evans (3 de novembro de 1903 – 10 de abril de 1975), são anteriores a Os americanos (1959), de Robert Frank, livro considerado o primeiro grande retrato dos EUA.

É ponto pacífico que Frank encontrou, em Evans, um guia para fotografar o país e mais: um vocabulário simples e direto, uma reação à fotografia artística e sofisticada que imperava, na época. De um Alfred Stieglitz, por exemplo.

Em comparação, a abordagem dos dois livros é a mesma. O que não diminuiu em nada Os americanos.

Nelson Brissac Peixoto, no livro América (Companhia das Letras, 1989), escreve:

“Com Evans a fotografia americana alcançou, pela melancolia, a maturidade. Estes retratos introduziram a experiência da decadência e da perda – a consciência da história – num imaginário imune a passagem do tempo. Através delas os americanos constituem o seu passado”.

Cassiano Viana (@vianacassiano) é editor do site About Light

 

walker evans

/

Veja galeria com fotos de Walker Evans aqui

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s