Lucas Verzola escreve sobre uma foto de seu álbum de família

Plena madrugada alta e isso era incomum. Quase todas as outras mesas estavam vazias, mas o Del Rey do Élcio tomava sereno lá fora. Cara amarrada passada larga violão nas costas, Ronilson de Freitas saiu de uma portinhola ao lado do palco e pretendia cruzar batido o salão em que fora aplaudido de pé horas antes, mas um rouquido o interpelou. Voz de homem fingiu não ouvir. A patroa não esperou à toa que o senhor tomasse banho trocasse roupa penteasse cabelo encharcasse perfume. Ronilson de Freitas era famoso nos jantares dançantes da Zona Norte. Ronilson de Freitas não sabia lidar com a fama. Era por isso que acabou sendo pra sempre cantor de jantares dançantes da Zona Norte, diria um empresário, anos depois, por ocasião de sua morte num cruzamento da Avenida Imirim. A patroa em questão já emendava o sexto Charm quando o marido teve de correr atrás do sujeito que escapava incólume. Ela queria mijar havia uns bons minutos, mas não arredou o pé da mesa. Era o último jantar dançante do ano, a programação do seguinte não estava pronta e a chance era grande de só rever seu ídolo depois do carnaval. Além disso, não sabia se convenceria o marido a levar, novamente, a Kodak para passear. Muito a contragosto, Ronilson de Freitas postou-se entre os dois casais. O último garçom da noite foi promovido a fotógrafo e clicou mesmo sem avisar que olhassem o passarinho. O resultado seria conhecido uns dias depois. Decerto era a primeira das doze poses do filme, mas as outras seriam gastas ainda naquela manhã, no inviolável quarto do casal, onde ele pensava nela e ela, no Ronilson de Freitas.

 

amigos, elza e toninho - 18.11.77

Lucas Verzola Album de Família

Esta foto foi encontrada em uma caixa de sapatos com outras tantas, mas, ao contrário das demais, não pertencia a álbum algum. No verso, a data: 18.nov.77. Foi tirada em um dos jantares de sábado do Clube de Regatas Tietê. Além dos meus avós (Antônio e Elza, que estão à direita), aparecem o casal de amigos Élcio e Maria, além de D. I., segundo meu avô, o dono da sauna.

 

/ Lucas Verzola, Álbum de Família: Ronilson de Freitas.

 

Lucas Verzola (@lucasverzola) nasceu em São Paulo, em 1988. É editor da revista Lavoura e autor de “Em Conflito com a Lei” (Reformatório, 2016) e de “São Paulo Depois de Horas” (Patuá, 2014).

Anúncios

Um comentário sobre “Lucas Verzola escreve sobre uma foto de seu álbum de família

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s